Tutorial: Saia Básica (1730-1780)

Por Juliana Lopes, Designer de Moda

Como já vimos no Glossário das Saias e Anáguas, elas costumavam ser feitas em dois retângulos de tecidos pregueados e o que variava eram as cores, materiais e decoração. Nesse tutorial vou mostrar como montar uma saia básica, com uma construção típica do século 18.

Para ilustrar eu resolvi fazer uma saia em miniatura, não só por praticidade mas também como uma referência às Bonecas Pandora, que eram vestidas com roupas  mostrando a moda atual, muitas vezes servindo de manequins e catálogo itinerante para modistas e alfaiates da elite. Também procurei mostrar a construção como ela era feita historicamente – o que envolve costurar apenas à mão – ,  mas existem algumas adaptações que podem ser feitas e estas serão citadas também. 

MATERIAIS

• 3m Fita de algodão ou gordão, com cerca de 3cm de largura
• 2,5m (aproximadamente) de algodão, linho ou seda (duas alturas de saia, considerando o volume da armação, caso você use alguma)
• linhas de costura, agulhas, tesoura, alfinetes. Utilizar um dedal é importante, acredite

MONTAGEM

1. Laterais

O primeiro passo é fechar as laterais, unindo os dois painéis. Para isso, vamos utilizar um ponto típico do século XVIII, chamado mantua maker’s seam.

Nele, você junta os dois lados da saia (direito com direito), dobra, e alinhava todas as camadas de tecido juntas. É importante deixar uma abertura na parte de cima, por onde os bolsos serão acessados.

Depois, dobre mais uma vez e faça uma outra costura, dessa vez utilizando um ponto próprio para bainha que não aparece tanto no lado externo. Caso você queira acelerar essa parte do processo, é possível costurar as laterais internas à máquina, utilizando a costura francesa por exemplo. 

Finalize as partes que ficaram abertas, dobrando duas vezes e utilizando um ponto atrás ou reto:

2. Pregas

Com as laterais costuradas chegou a hora de fazer o cós. Você deve iniciar as pregas pelo centro do tecido, deixando uma quantidade igual de fita nas duas extremidades. A primeira é uma prega macho, onde os dois lados da prega estão voltados para a para a lateral. Depois, você só precisa seguir com pregas simples seguindo pelo mesmo sentido, prendendo-as com alfinetes. 

As pregas nas saias dos séculos XVIII não são uma ciência exata, mas observa-se que em seu exterior ela costuma ter entre 2 a 5cm, e a profundidade varia de acordo com a medida de cintura. O ideal é que cada parte da saia tenha metade da medida de cintura mais alguns centímetros de folga. 

Depois definir as pregas, costure bem próximo à borda utilizando um ponto atrás, para mantê-las firmes. Ou na máquina se você estiver procurando um método mais rápido 😉  

3. Cós

Posicione a fita no centro do cós e depois costure fazendo um ponto de bainha bem delicado.

E então dobre a fita de forma que cubra a borda do tecido e costure a parte interna tomando cuidado para os pontos não aparecerem na frente. 

Não se esqueça de reforçar as laterais para que a fita não abra. Nesse momento é interessante fazer uma prova pra checar mais uma vez se o comprimento da saia está ideal.  


Agora só fazer a barra. Eu fiz uma barra simples em ponto de bainha, mas você também pode acrescentar uma faixa de linho caso vá ser uma saia longa que irá arrastar no chão, algumas saias da época tinham esse tipo de reforço.

E está pronta a sua saia! Como falei esse é um modelo mais simples, que muitas vezes ia por baixo de vestidos mais casuais. Se você for fazer um modelo mais elaborado, é só decorar o painel frontal antes da montagem da saia.

APOIE O PROJETO

O projeto Traje Brasilis é uma iniciativa independente de pesquisa e divulgação de informações sobre a História da Moda no Brasil. Você pode ajudar o projeto divulgando nosso conteúdo, mas também contribuindo no nosso financiamento coletivo.

REFERÊNCIAS

  • ARNOLD, Janet. Patterns of Fashion 1 (cut and construction of women’s clothing, 1660-1860) – Wace 1964, Macmillan 1972.
  • COX, Abby; STOWELL, Lauren. The American Duchess Guide to 18th Century Dressmaking. Page Street Publishing 2017.
  • VIANA, Fausto; ITALIANO, Isabel C. Para vestir a cena contemporânea: moldes e moda no Brasil do século XVIII. Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes.
Comentários

2 comentários em “Tutorial: Saia Básica (1730-1780)”

  1. Pingback: Relato de experiência: Recriando uma estampa do século 18 – TRAJE BRASILIS

  2. Pingback: Glossário: Robe a l’Anglaise – TRAJE BRASILIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *